Ouça nosso boletim

Boletim SINEPE/NOPR – 19 de outubro de 2017.

Boletim SINEPE/NOPR – 19 de outubro de 2017.

Reforma do Ensino Médio é tema de palestra

No próximo dia 27, sexta-feira, das 9 às 12 horas, no auditório do colégio Evangélico, rua das Azaleias, 815, em Maringá, será realizada a terceira e última edição do Ciclo de Workshops. A palestra será sobre a “Reforma do Ensino Médio”, com o Senador da República pelo Mato Grosso do Sul, Professor Dr. Pedro Chaves. O público alvo são diretores, coordenadores e professores. Informações e inscrições através do telefone (44) 3226 1187.

 

Reforma Trabalhista

O Ciclo começou com a palestra do Dr. Luís César Esmanhotto que abordou o tema “Os impactos da Reforma Trabalhista”, na PUC PR. A segunda edição contou com palestras do Dr. José Roberto Covac (“Contrato de Prestação de Serviços Educacionais) e de Rodrigo Capelato (“Como calcular o valor da anuidade escolar”).

 

Formação de professores

O MEC lançou a Política Nacional de Formação de Professores nesta quarta-feira, 18. Inédita no país, a política abrange desde a criação de uma Base Nacional Docente até a ampliação da qualidade e do acesso à formação inicial e continuada de professores da educação básica. Só no Programa de Residência Pedagógica, o MEC vai ofertar 80 mil vagas a partir do próximo ano e serão investidos cerca de R$ 2 bilhões.

 

Residência Pedagógica

A Residência Pedagógica faz parte da modernização do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) e traz novidades, como a formação do estudante do curso de graduação, que terá estágio supervisionado, com ingresso a partir do terceiro ano da licenciatura, ao longo do curso, na escola de educação básica. O objetivo principal é a melhoria da qualidade da formação inicial e uma melhor avaliação dos futuros professores, que contarão com acompanhamento periódico. O programa tem como requisito a parceria com instituições formadoras e convênios com redes públicas de ensino.

 

Portugal aceita notas do Enem

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) fechou um convênio com o Instituto Politécnico da Maia (Ipmai), de Portugal, para que estudantes brasileiros possam usar as notas do Enem como critério de ingresso na instituição. Com isso, já são 27 as instituições de ensino superior portuguesas que aceitam o Enem.

 

Quem aceita notas do Enem

O Inep já tem 27 convênios com as seguintes instituições portuguesas: Universidades de Lisboa, do Porto, de Açores, do Minho, da Madeira, de Coimbra, Portucalense, do Aveiro, da Beira Interior e de Algarve; com Institutos Politécnicos de Leiria, de Setúbal, de Beja, do Porto, de Portalegre, do Cávado e do Ave, de Coimbra, de Guarda, de Viseu, de Bragança, da Maia (Ipmai), de Castelo Branco e de Santarém; com a Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário,  com a Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, com a Universidade Lusófona do Porto e Instituto Universitário da Maia (Ismai).

 

Sobe número de estudantes que não vão se matricular

Ao menos 27% dos jovens ou quase 3 milhões de alunos, com idades entre 15 e 17 anos, não vão se matricular no início do ano letivo de 2018. As razões são ou porque abandonaram os estudos ou porque foram excluídos da escola pela reprovação. O levantamento elaborado pelo Instituto Ayrton Senna em parceria com a Fundação Brava, Instituto Unibanco e Insper, mostra que pouco mais da metade concluirá o Ensino Médio com, no máximo, um ano de atraso. Além disso, há o desperdício de 35 bilhões por ano aos cofres públicos. Fonte: Agência Brasil Data: 15/10/2017

 

Governo investe na oferta de bolsas

Em 2017, o investimento global da Capes em bolsas de estudo será de R$ 3.976.221.281. Desse valor, R$ 2.553.646.083 são para investimentos em bolsas no país, R$ 227.577.399 para investimentos no exterior, R$ 407.004.471 para o pagamento de bolsas dos remanescentes no programa Ciência sem Fronteiras (CsF) e R$ 787.993.328 para pagamento das bolsas de formação e formação continuada de professores da educação básica.

 

Proeb

Por meio do Programa de Mestrado Profissional para Qualificação de Professores da Educação Básica (Proeb), a Capes oferece a educadores da rede pública vários cursos de mestrado profissional, em rede nacional, nos formatos presencial ou semipresencial. Esses cursos visam não só aprimorar o currículo acadêmico do professor, mas também contribuir para a melhoria do ensino nas escolas brasileiras. Agência Brasil

 

Documento nacional digital

Foram emitidas nesta terça, 10/10, as primeiras carteiras de habilitação digitais do país, para três cidadãos de Goiás, estado que antecipou a medida, obrigatória para todo o país a partir de fevereiro de 2018. Para quem olha, são fotos em alta resolução da CNH de papel mostradas na tela do smartphone. Na prática, uma solução prosaica para algo que o Brasil tenta desde 1997 – ter um documento nacional digital. 

 Maringá, 19 de outubro de 2017.

 

 

Assessoria de imprensa SINEPE/NOPR.

	Array
(
    [0] => No page with id root
)