Ouça nosso boletim

Boletim SINEPE/NOPR – 06 de dezembro de 2017.

Boletim SINEPE/NOPR – 06 de dezembro de 2017.

BNCC deve ser votada amanhã

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) está na pauta do CNE, que se reúne em Brasília nesta quarta-feira e quinta-feira. O Secretário de Educação Básica do MEC, Rossieli Soares da Silva, afirmou à Gazeta do Povo que a as menções a “questões de gênero” devem ser mantidas e não estão em discussão no ministério ou no Conselho Nacional de Educação, que dará a palavra final sobre o tema.

 

Respeito à diversidade

Segundo o secretário, o documento se baseia no respeito à diversidade e segue outros protocolos já aplicados no setor da educação. “A educação é ambiente de acolhimento a todos, não interessa a sua religião, a sua cor ou a sua opção sexual. E esse é o espírito da base”, afirma. Diversos trechos da proposta da BNCC fazem menções ao gênero. Dos alunos do 6.º ao 9.º ano, por exemplo, espera-se que saibam “refletir sobre as experiências corporais pessoais e coletivas desenvolvidas em aula ou vivenciadas em outros contextos, de modo a problematizar questões de gênero, corpo e sexualidade”.

 

Ensino religioso

Embora esteja previsto na Constituição, o ensino religioso não constava da versão anterior da BNCC porque o MEC considerava que o tema deve ser disciplinado pelos estados e municípios. Mas, após diversas reclamações sobre a falta de parâmetros para o tema, o MEC concordou em incluir o assunto na base. Uma comissão específica do CNE será encarregada de redigir a versão final do tema. O ensino religioso vai ser tratado como as outras disciplinas – inclusive com parâmetros de habilidades a serem exigidas dos alunos em cada etapa do ensino. FONTE: Gazeta do Povo

 

G1 divulga pontos para entender a BNCC

O Portal G1 divulgou uma análise sobre cinco pontos importantes para entender a BNCC. Os pontos são: Como foi feita; Contribuições da sociedade e alterações do MEC; Pontos Polêmicos; Debates antes da votação; e Implementação. Confira a análise no link: https://g1.globo.com/educacao/noticia/definicao-da-base-nacional-curricular-entra-na-reta-final-nesta-segunda-entenda-o-processo-em-cinco-pontos.ghtml.

 

Gabarito do Enade está disponível

O gabarito oficial do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) 2017 está disponível para consulta no portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão vinculado ao Ministério da Educação, desde a amanhã desta segunda-feira, 4. Também é possível fazer download dos cadernos de questões de todas as áreas avaliadas, 44 no total.

 

Relatório só dia 20

O Relatório dos Estudantes em Situação Regular junto ao Enade 2017, que permitirá às instituições de ensino superior registrar no histórico escolar do estudante a situação dele junto ao Enade, estará disponível a partir de 20 de dezembro. O boletim de desempenho individual poderá ser acessado no Sistema Enade em data a ser divulgada pelo Inep oportunamente. Já os padrões de respostas das questões discursivas serão divulgados a partir de 8 de fevereiro de 2018. Clique aqui para conferir os gabaritos e cadernos de questões. (MEC/Inep)

 

MEC vai criar cadastro para estudantes superdotados

Para atender todos os estudantes superdotados do país, o Ministério da Educação trabalha na criação de um cadastro nacional que reúna as principais informações sobre eles. O objetivo é desenvolver políticas públicas que de fato alcancem esse público e que proporcionem o pleno desenvolvimento do seu potencial.

 

Cadastro é previsto em lei

A criação do cadastro está prevista na Lei nº 13.234, de 2015. Para fazer com que as políticas cheguem aos estudantes superdotados, o MEC, no segundo semestre deste ano, fez um levantamento sobre esses alunos, que estão na rede de educação básica e superior. A partir desses dados, foi desenvolvida a proposta de cadastro. O censo escolar de 2016 registrou 15.995 estudantes com altas habilidades em todo o país.

 

Potencialidades

De acordo com a secretária, a meta é, até o início de 2018, concluir a proposta de cadastro, que, num segundo momento, será submetida a consulta pública e enviada à Presidência da República. “É uma área de muita importância, porque são talentos que nós estamos desperdiçando por não canalizar bem as potencialidades desses alunos, por não os conhecer e não ter como atendê-los. Precisamos fazer um investimento grande na formação de professores para eles saibam identificar e como trabalhar com esses alunos.” (MEC)

 

Melhores MBAs do planeta

O ranking QS apontou quais os melhores MBAs de 2018. Para chegar a tais resultados e estabelecer uma lista de melhores MBAs que seja justa, o QS Ranking segue uma metodologia específica. A classificação lista seis métricas para determinar a posição de cada instituição de ensino. São eles: reputação acadêmica, reputação junto aos empregadores, proporção entre o número de alunos e professores, citações por docente, proporção de professores estrangeiros e de alunos do exterior.

 

Lista dos dez melhores

Os dez melhores MBAs de 2018, segundo a lista, são  Universidade Harvard; INSEAD; HEC Paris; Universidade Stanford; London Business School; Universidade da Pensilvânia (Wharton School); MIT (Sloan School of Management); Universidade Columbia; Universidade de Oxford (Saïd Business School); e IE Business School. (Revista Exame)

 Maringá, 06 de dezembro de 2017.

 

 

Assessoria de imprensa SINEPE/NOPR.

	Array
(
    [0] => No page with id root
)