Ouça nosso boletim

Boletim do SINEPE/NOPR – 27 de junho de 2017.

Boletim do SINEPE/NOPR – 27 de junho de 2017.

Inadimplência

A taxa de inadimplência no setor de ensino privado atingiu 9% no ano passado, alta de 0,2 ponto porcentual ante 2015, de acordo com pesquisa do Sindicato de Mantenedoras de Ensino Superior (Semesp). Foi o segundo ano consecutivo de alta e a expectativa da entidade é de novo aumento em 2017, para 9,2%. O indicador considera recebíveis em atraso há mais de 90 dias.

 

Calotes

Os calotes no setor vinham em trajetória de queda até 2014, quando atingiram seu menor nível histórico, de 7,8%. A partir do ano seguinte, a redução na oferta de financiamento estudantil pelo Fies e o aumento do desemprego passaram a afetar os indicadores. A expectativa é de uma recuperação apenas a partir do segundo semestre de 2018.

 

Curto prazo

A inadimplência de curto prazo --de até 30 dias-- chegou a 16,6% no último ano. Embora parte desses recebíveis seja recuperada algum tempo depois, os pequenos atrasos atingem o capital de giro das companhias. (Informações da Agência Estado).

 

Hora do Enem

O programa Hora do Enem apresenta aos estudantes notícias, conhecimento, dicas e informações sobre o exame de maneira descomplicada e atrativa. O programa é transmitido pela TV Escola de segunda a sexta-feira, às 7h, 13h e 18h, nos sábados às 15h e nos domingos às 6h. O conteúdo apresenta uma área diferente do conhecimento, abordada a partir de explicação de conteúdo e vídeo resoluções baseadas em questões dos exames dos anos anteriores, bem como aplicações daquele assunto no cotidiano.

 

Dicas

Todas as semanas, um convidado especial traz para o telespectador sua visão sobre o exame e os estudos. As dicas para a realização da prova incluem até mesmo formas de preparo físico e psicológico nos dias que antecedem o Enem. Entre esses convidados estão professores, estudantes que se destacaram pelo bom desempenho na prova, psicólogos e nutricionistas. Os estudantes também podem assistir os episódios on-line ou baixá-los no portal da TV Escola.

 

Plataforma

Os candidatos também podem participar, enviando dúvidas e levantando assuntos que desejem ver no programa. Para isso basta acessar a página da TV Escola no Facebook, curtir e comentar as postagens do programa. Conectado à plataforma do Enem, o programa destina espaço, ainda, para explicações e resoluções de simulados disponíveis no aplicativo.

Eleva Educação

O Warburg Pincus, gestora de private equity americana, deve comprar uma participação de 25% na Eleva Educação, a holding de escolas criada pela Gera Venture Capital que tem o empresário Jorge Paulo Lemann como principal investidor. O aporte — de cerca de R$ 300 milhões — vai permitir à holding financiar novas aquisições e dar liquidez a alguns sócios.  

 

Ensino Básico é a Bola da vez

A companhia está sendo assessorada pelo Itaú BBA, e as conversas estão avançadas. A transação, o oitavo investimento do Warburg no Brasil, reforça a tese de que o ensino básico se tornou a nova fronteira do mercado de educação no Brasil depois da onda que inflou o ensino superior — mais tarde abatido em pleno vôo pelo encolhimento do FIES.

 

Faturamento
A Eleva, que educa do jardim de infância ao ensino médio, tem 36 mil alunos em quatro redes de escolas em Minas, Paraná e Rio de Janeiro; outros 35 mil alunos estudam usando seu sistema de ensino. A companhia deve faturar R$ 470 milhões este ano, com uma geração de caixa (EBITDA) de cerca de R$ 80 milhões. 

Maiores do Brasil.

A Eleva já é a segunda maior companhia do Brasil atuando no K-12.  A maior delas é a SEB, do empresário Chaim Zaher, com 48 mil alunos próprios. A Eleva tem seus 35 mil, seguida da Somos Educação, com 29 mil. No ranking de sistemas de ensino, a Eleva é só a nona colocada, com 35 mil alunos, uma fração das companhias líderes: o grupo Positivo (510 mil alunos), a Pearson do Brasil (425 mil alunos), o Objetivo (350 mil), o Pitágoras, da Kroton (290 mil), a Conexia, da SEB (100 mil), a Saraiva (115 mil) e a Santillana (56 mil).

 

Prêmio Literário

Seguem abertas até 30 de junho as inscrições para o Prêmio Literário Ferreira Gullar, que propõe a alunos do ensino fundamental e médio o desafio de transformar trechos da obra e vida do poeta maranhense em jogos eletrônicos ou aplicativos. Serão distribuídos R$ 30 mil em premiação entre os três melhores projetos. O melhor projeto será premiado com R$ 10 mil, o segundo colocado receberá R$ 7.142,86 e o terceiro lugar terá direito a R$ 4.285,72.

Escola rural argentina

Na Argentina, após aferir os resultados da Prueba Aprender, aplicada em todas as instituições de educação primária e secundária com mais de 10 alunos, constatou-se que os resultados das escolas rurais do país foram melhores do que de suas congêneres urbanas. E, como relata o jornalista Ricardo Braginski em matéria para o site do jornal Clarín, agora o governo quer universalizar o “modelo rural” em todo o país.

 

Projetos interdisciplinares

Como características mais marcantes do que as autoridades argentinas identificaram como modelo rural estão o ensino personalizado, o bom clima escolar, especialmente em sala de aula, o compromisso das famílias com a educação dos filhos e o trabalho por projetos interdisciplinares.

 

Prestação de contas

Para auxiliar gestores e técnicos educacionais que enfrentam problemas no preenchimento da prestação de contas, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia vinculada ao Ministério da Educação, lançou no dia 22 de junho uma enquete com questões específicas sobre o tema. Interessados em participar podem responder o questionário disponível na página do FNDE na internet.

Ações de capacitação

O objetivo é conhecer as principais dificuldades de prefeituras e secretarias estaduais na hora de prestar contas dos recursos investidos em educação. O resultado da enquete servirá de base para auxiliar o FNDE na proposição de ações de capacitação que vão ajudar técnicos estaduais e municipais a desenvolver com mais eficiência os trabalhos na área educacional em suas regiões. A previsão é que sejam oferecidas oficinas aos gestores já no segundo semestre de 2017.

 

 Maringá, 27 de Junho  de  2017.

 

 

Assessoria de imprensa SINEPE/NOPR.

	Array
(
    [0] => No page with id root
)