Ouça nosso boletim

Boletim do SINEPE/NOPR – 20 de junho 2017.

Boletim do SINEPE/NOPR – 20 de junho 2017.

Enade 2017

O Inep publicou o edital do Enade 2017 que será realizado em 26 de novembro. Os coordenadores de cursos devem fazer as inscrições dos estudantes irregulares de anos anteriores e dos estudantes ingressantes regulares entre 19 de junho e 11 de agosto. Eles também são responsáveis pela inscrição dos estudantes concluintes regulares. Nesse caso, a inscrição vai de 10 de julho a 11 de agosto.

 

Inscrições e cadastro

A principal novidade do Enade 2017 é a participação do estudante no processo de inscrição. Até a edição de 2016, os coordenadores de cursos inscreviam todos os estudantes, sendo responsáveis por informar, inclusive, suas necessidades de atendimento especializado e específico, além de dados pessoais. Em 2017, a inscrição continua sendo responsabilidade do coordenador, mas cada estudante deverá realizar seu cadastro, informando suas especificidades.

 

Definição do curso

O cadastro dos estudantes concluintes regulares será realizado entre 14 de agosto e 26 de novembro, às 23h59 (Horário de Brasília). O estudante que cursa mais de uma graduação também deverá escolher em que curso quer ser avaliado durante o cadastro. Até a última edição, essa escolha era feita no dia da prova. As solicitações de atendimento especializado e específico serão feitas entre 14 de agosto e 3 de setembro, também pelo estudante.

Olimpíada de Matemática

Pela primeira vez que o Brasil sedia uma Olimpíada Internacional de Matemática. Os estudantes da equipe brasileira foram escolhidos pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa) e pela Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). A seleção ocorreu dentro de um grupo de 30 alunos do ensino médio que vinham recebendo treinamento intensivo para a prova desde o ano passado.

 

Equipe brasileira

Os estudantes brasileiros são João César Campos Vargas (MG), Pedro Henrique Sacramento de Oliveira (SP), George Lucas Diniz Alencar (CE), André Yuji Hisatsuga (SP), Bruno Brasil Meinhart (CE) e Davi Cavalcanti Sena (PE), todos medalhistas em competições nacionais e internacionais da área. A Olimpíada ocorrerá de 17 a 23 de julho, no Rio de Janeiro.

 

Novas vagas no Ensino Médio

O Ministério da Educação homologou 257 mil novas vagas aos estados na política de indução à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. Com a reforma do Ensino Médio, o MEC lançou o programa de escolas em tempo integral, criando 500 mil novas vagas com investimento inicial de R$ 1,5 bilhão.

Videoprovas no Enem

O Ministério da Educação (MEC) aplicará, pela primeira vez, videoprovas traduzidas para a Língua Brasileira de Sinais (Libras) no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017. Para esta edição, foram solicitadas 1.897 utilizações dessa opção de acessibilidade. O recurso foi o mais selecionado entre os participantes surdos ou com deficiência auditiva.

Atendimento especializado

Outras opções de acessibilidade do Enem eram o Tradutor-Intérprete de Libras, que teve 1.489 solicitações, e o recurso de Leitura Labial, escolhido por mil pessoas. Cerca de 52 mil participantes solicitaram Atendimento Especializado para o Enem. Desses, 4.957 são deficientes auditivos e 2.184 são surdos. Fonte: Agencia Brasil Data: 12/06/2017.

Medida Cautelar

A Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres), do Ministério da Educação, impôs medidas cautelares a 27 instituições de ensino superior (IES), localizadas em 14 estados brasileiros (RS, MT, PE, AP, PR, MG, SP, ES, BA, CE, RJ, RO, AL e DF), investigadas por oferta irregular de educação superior. As instituições foram citadas no Relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instalada pela Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

 

Irregularidades

Segundo o documento, foi identificada situação de “terceirização da oferta de cursos superiores” sob o formato de programas de extensão universitária, ofertado por IES credenciadas pelo MEC em parceria com entidades não credenciadas para a oferta de educação superior. As irregularidades seriam: oferta de cursos superiores fora do domicílio estabelecido nos atos autorizativos das IES; estabelecimento de parcerias irregulares com entidades não credenciadas pelo poder público; convalidação irregular desses estudos; e o registro de diplomas de cursos ofertados em circunstâncias irregulares.

 

Índice Global de Inovação

O Brasil manteve a 69ª colocação no Índice Global de Inovação, divulgado no dia 15, na Suíça, pela Universidade Cornell, a escola de negócios Insead e a Organização Mundial de Propriedade Intelectual (Ompi). O ranking avaliou a performance de 127 países. Na América Latina e Caribe, o Brasil é apenas o 7º colocado.

 

Suíça em primeiro

Pelo sétimo ano seguido, a Suíça ocupa o topo da lista. Suécia, Países Baixos, Estados Unidos e o Reino Unido completam os cinco primeiros lugares do ranking. Países emergentes como Índia, Quênia e Vietnã apresentaram resultados superiores a economias com níveis semelhantes de desenvolvimento.

 

América Latina

O Brasil ficou atrás de diversos vizinhos latinos no ranking regional de inovação. Na América Latina e Caribe, o país mais bem colocado é o Chile (46º), seguido por Costa Rica (53º), México (58º), Panamá (63º), Colômbia (65º) e Uruguai (67º).

 

 Maringá, 20 de Junho  de  2017.

 

 

Assessoria de imprensa SINEPE/NOPR.

	Array
(
    [0] => No page with id root
)